Skip to content

Itaú Cultural apresenta pesquisa sobre mercado musical no Enecult

25/05/2009

Ic_pretoO Enecult conta novamente com a participação do Itaú Cultural. No dia 29, às 17h, será apresentada em primeira mão a pesquisa Formação Profissional e o Trabalho dos Músicos no Brasil: Estatísticas Oficiais e Narrativas dos Artistas Selecionados pelo Programa Rumos Música, realizada pelo Observatório Itaú Cultural. A mesa será comandada pela pesquisadora Liliana Segnini.

Professora titular do departamento de Ciências Sociais na Educação da Faculdade de Educação da Universidade de Campinas, Liliana faz uma análise das trajetórias de formação profissional e de trabalho de músicos premiados na edição 2007-2009 do programa Rumos Música, realizado pelo Itaú Cultural. Entre os 2.222 inscritos desta edição, foram selecionados 50 artistas na categoria Mapeamento – entre músicos e musicistas de todas as regiões do país e diversas formas de expressão estética – por meio de um processo seletivo, sintetizadas em música de raiz, música popular e erudita.

A pesquisa recorreu ao cruzamento de várias fontes e métodos de pesquisa. Assim, dados estatísticos que informam as características sócio-econômicas específicas deste grupo foram comparados com os dados sobre mercado de trabalho e formação profissional produzidos pelo IBGE/PNAD, MTE/RAIS e MEC/Censo. Os resultados destacam, entre outras questões, o crescimento do número de profissionais da música no país, acompanhado pelo crescimento de um campo econômico cada vez mais competitivo, no qual a presença do Estado é observada por meio da formação profissional e do financiamento através de leis de incentivo.

Mesa Observatório Itaú Cultural
Dia 27 de maio, às 17h – Formação Profissional e o Trabalho dos Músicos no Brasil: estatísticas oficiais e narrativas dos artistas selecionados pelo Programa Rumos Música
Com Liliana Segnini e Marina Segnini
Faculdade de Comunicação – UFBA (Sala 4)

Rumos

Criado em 1997 para incentivar a criação artística brasileira, apoiando a formação de talentos emergentes e a produção e difusão de suas obras em todo o Brasil, o Rumos tem hoje como matéria-prima as produções artísticas (nas mais diversas áreas do país) e a intelectual (ao expandir sua atuação, a partir de 2000, para áreas do conhecimento humano como Jornalismo Cultural, Educação e Pesquisa Acadêmica). O programa mapeia talentos nestes setores, apóia a formação dos contemplados e promove a articulação e intercâmbio entre artistas, agentes culturais, pesquisadores, curadores e instituições.

A trajetória do Rumos soma 18 mil projetos inscritos, com o apoio ao desenvolvimento de 744 projetos em Arte Cibernética, Artes Visuais, Cinema e Vídeo, Dança, Educação, Jornalismo Cultural, Literatura, Música e Pesquisa Acadêmica. Levou a obra dos selecionados a mais de 2 milhões de pessoas em todo o país, além do público atingido pelos seminários e demais ações das itinerâncias do programa. As obras selecionadas foram divulgadas, ainda, por mais de 310 emissoras de rádio e televisão parceiras.

Observatório Itaú Cultural

Espaço de pesquisa dos fenômenos relacionados à gestão cultural, o Observatório Itaú Cultural foi criado em 2006 para discutir publicamente as interações entre cultura, artes, economia e sociedade. A proposta central é incentivar o diálogo constante com pesquisadores, universidades, instituições governamentais na área de produção de dados estatísticos, organizações supranacionais e centros de pesquisa no campo das políticas públicas de cultura.

Fonte: Itaú Cultural

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: