Skip to content

Cultura, Gênero e Sexualidade

29/05/2009

(Foto: Mariele Góes / Labfoto)

(Foto: Mariele Góes / Labfoto)

Pesquisadora-coordenadora do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu (Unicamp), Larissa Pelúcio fala sobre a Teoria Queer como espaço de luta política que busca a naturalização de uma série de opressões, além da desconstrução de binarismos que enrijecem possibilidades de transformação.

Anúncios
One Comment leave one →
  1. Larissa permalink
    19/06/2009 18:44

    O Enecult foi demais! Só queria corrigir duas coisinhas na legenda da foto: (1) Sou perquisadora COLABORADORA, do Pagu; (2) A teoria queer busca DESNATURALIZAR opressões. É isso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: