Skip to content

Cultura e Juventude é tema de discussões do segundo dia do VIII Enecult

09/08/2012

Por Carina Gazar

Depois de um longo dia de discussões acerca da relação entre Cultura e Estado, o segundo dia do VIII Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura (Enecult), que teve início ontem (08.08), na Universidade Federal da Bahia, começou com o debate sobre Cultura e Juventude. Tendo como foco a América Latina, a mesa-redonda que trouxe uma instigante discussão sobre o tema contou com a participação de Eduardo Balán (El Culebrón Timbal, Buenos Aires), José Manuel Valenzuela (Colegio de La Frontera Norte, México) e Regina Novas (UFRJ). A mediação ficou por conta do professor Carlos Bonfim (UFBA).

A mesa teve início com a fala de Eduardo Balán, diretor do coletivo El Culebrón Timbal, que apresentou sua experiência com o trabalho comunitário que vem realizando com jovens, em Buenos Aires. Segundo Eduardo, o coletivo tem estimulado a participação política e o desenvolvimento de uma cultura de protagonismo com os jovens, a partir de projetos culturais. Os jovens são responsáveis pela Productora – Escuela cultural y comunitaria, que integra o coletivo, e onde eles desenvolvem vídeos, apresentações artísticas, promovem eventos, dentre outras ações. Em seguida foi a vez do músico e professor do Colegio de La Frontera Norte, do México, José Manuel Valenzuela fazer uma reflexão sobre os sentidos e significados de juventude.

Por fim, a antropóloga Regina Novas falou sobre a relação entre cultura e juventude em uma perspectiva brasileira. Regina destacou a construção da identidade juvenil no mundo contemporâneo e os desafios e possibilidades da criação de políticas públicas que atendam as demandas desse setor tão diverso da sociedade, em especial, a construção de políticas culturais.

À tarde as atividades continuam no Pavilhão de Aulas Glauber Rocha (PAF III), no Campus da UFBA, em Ondina. No total, serão apresentados 110 trabalhos na área de cultura que foram selecionados por uma comissão de seleção formada por professores doutores de diversas universidades brasileiras.

Um novidade dessa edição do encontro é o Café Cultural, que acontece hoje, às 16h30, no pátio em frente a Bibiloteca Central, no Campus de Ondina. A ideia é que o café seja um espaço descontraído de discussão sobre o tema Cultura e Juventude, que foi tratado no turno da manhã, na reitoria da UFBA. Além dos integrantes da mesa-redonda da manhã, o Café Cultural contará com a participação da professora italiana Cassimira Grandi.

Logo após o café, às 18h30, acontece a exibição do filme “Acari Cultural – Mapeamento da produção cultural em uma favela na Zona Norte do Rio de Janeiro”. O documentário foi realizado com recursos do prêmio Rumos – Itaú Cultural e é fruto de uma pesquisa realizada pela professora Adriana Facina.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: